Terça-Feira, 21 de Outubro de 2014
 
   
Texto
     +++     Pais de crianças disléxicas preocupados      +++     «A melhor maneira de anunciar Jesus»      +++     O amor humano está no coração da família      +++     Paulo VI, o Papa «ecuménico»      +++     «A missão começa em casa»      +++     Mais pobres que em 1974      +++     Desafio para alunos de todos os ciclos      +++     Redução de 200 mil pobres em seis anos?      +++     A servir quem não tem abrigo há 25 anos      +++     Vacina contra a meningite B é segura      +++    

Superar o egoísmo e a tentação do mal

Bento XVI lança desafios aos jovens

Sábado, 02 Junho 2012

O Papa esteve hoje com mais de 70 mil pessoas, sobretudo jovens, no Estádio Giuseppe Meazza, em Milão. Deixou-lhes o desafio de «vencerem a tentação do mal e fazerem sempre o bem».

«Sede disponíveis e generosos com os outros, vencendo a tentação de vos colocardes a vós mesmos no centro, porque o egoísmo é inimigo da alegria», afirmou Bento XVI.

Antes do encontro, os participantes ouviram o testemunho de Laura, que recebeu o batismo, a comunhão e o crisma aos 23 anos para «dar um sentido de profundidade à vida».

No relvado foi colocada a palavra 'Pietro' (Pedro) em referência ao primeiro Papa da Igreja Católica.

Giovanni, um dos rapazes presentes no encontro, dirigiu-se ao Sumo Pontífice, em nome de todos: «Queremos dizer-te que tu és para nós o maior campeão e também o treinador da imensa equipa que é a Igreja.»

Bento XVI disse que o encontro com os mais novos constituía «uma grande alegria». E frisou que naquele famoso estádio de futebol, também conhecido como San Siro, eram eles os «protagonistas».

«Digo-vos com força: aspirai aos altos ideais, sede santos», realçou.

 «A santidade é a vida normal do cristão, não é reservado a alguns poucos eleitos, mas aberta a todos», acrescentou.

Dirigindo-se em particular aos jovens que receberam o sacramento da Confirmação ou se preparam para o fazer, o Papa falou nas «coisas fantásticas» que o Espírito Santo faz na vida de cada pessoa.

Bento XVI lembrou os dons do Espírito Santo: a sapiência, o intelecto, o conselho, a fortaleza, a ciência, a piedade e o temor de Deus, «que não significa ter medo dele, mas sentir por Ele um profundo respeito e o desejo de fazer sempre a sua vontade».

O Papa disse aos presentes para «participarem sempre com alegria e fidelidade na missa dominical» e a promover a «oração pessoal de todos os dias».

«Aprendei a dialogar com o Senhor, confia-vos a Ele, contai-lhe as alegrias e preocupações, pedi luz e apoio para o vosso caminho», disse.

Bento XVI frisou aos jovens que Deus os chama a «coisas grandes» todos os dias e deixou um apelo: «Estai abertos àquilo que o Senhor vos sugere e se vos chamar à via do sacerdócio ou da vida consagrada, não digais que não.»

«Não sejais preguiçosos, mas adolescentes e jovens comprometidos, em particular no estudo: é o vosso dever quotidiano e uma grande oportunidade que tendes para crescer», afirmou.

Depois do encontro, o Papa seguiu para a sede da arquidiocese milanesa, onde almoça em privado.

 

Publicado em Actualidade

Capa





Edição de Outubro/2014

bt_2

Calendário

Outubro 2014 Novembro 2014
Se Te Qu Qu Se Do
1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter

Administração