Sexta-Feira, 18 de Abril de 2014
 
   
Texto
     +++     Lisboa e Braga: Novos bispos auxiliares      +++     Militares reclamam a presença dos padres      +++     Atenção ao peditório falso      +++     Ministério não vai fechar maternidades      +++     Bragança: Pastoral do Turismo faz 1 ano      +++     Lisboa sem desperdícios      +++     «A pastoral deve aprofundar a doutrina»      +++     120 mil crianças sofrem falta de comida      +++     Grupo procura soluções para indisciplina      +++     «Um homem que dava cor ao amor»      +++    

Quem Somos

História

O número zero da revista FAMÍLIA CRISTÃ surge no panorama da comunicação social portuguesa com o nome Família, em Dezembro de 1954. Um mês depois, é lançado o primeiro número. A revista Família implantou-se durante o Estado Novo e, à semelhança de todos os outros órgãos de informação da época, também não escapou ao lápis azul. Antes de ser impressa e publicada era vista por olhos que podiam censurar e riscar os conteúdos que poderiam ferir certas e determinadas susceptibilidades.

A Família era uma revista mensal, simples, feita a pensar nos lares portugueses. O preço avulso era de 2$00 e a assinatura anual cifrava-se nos 25$00. No final da década de 50 assume o nome de A Família Cristã. Uns anos depois,  é retirado o artigo definido (A) e passa a designar-se apenas por Família Cristã, o título que se mantém até hoje.

A revista portuguesa FAMÍLIA CRISTÃ é propriedade da PAULUS Editora, integrada no  Instituto Missionário Pia Sociedade de São Paulo em Portugal, congregação religiosa missionária  presente nos quatro cantos do mundo, fundada pelo beato padre Tiago Alberione. O beato, que fundou em 1931, em Itália, a revista Famiglia Cristiana, conhecia as potencialidades dos media para transmitir os preceitos legados por Jesus Cristo e dizia que nenhum tema constituía um tabu para aquela publicação periódica: «Devemos falar de tudo de uma forma cristã.»

 

Parabéns às famílias cristãs

«A FAMÍLIA CRISTÃ celebra o seu Jubileu de Ouro: 50 anos de serviço à Igreja e à sociedade; uma revista de informação e sobretudo de formação, de grande divulgação em Portugal e que de há muito conheço e aprecio.

Já o seu título é significativo e sugere um programa de grande alcance e actualidade: cristianizar a família.

Quanto bem operou a FAMÍLIA CRISTÃ nestes seus 50 anos de publicação, ajudando tantas pessoas e tantas famílias a enquadrar e actuar rectamente a grande vocação e missão da família. Bem-haja a quantos a realizaram e promoveram, de modo especial à benemérita Pia Sociedade de São Paulo.

Faço votos e rezo para que a FAMÍLIA CRISTÃ continue a prestar esse importante serviço, sobretudo agora que grandes desafios culturais se põem à família. Como nunca, a sua função assume relevo e importância capitais, tornando-se merecedora de todo o apoio de quem acredita nos valores cristãos.

A Congregação das Causas dos Santos é obviamente muito sensível ao tema da santidade. A santidade da família é fonte de santidade para os baptizados e de fecundidade pastoral. Deus abençoe e fecunde a FAMÍLIA CRISTÃ.»

 

Palavras do cardeal José Saraiva Martins por altura da comemoração dos 50 anos da FAMÍLIA CRISTÃ, Dezembro de 2004

Capa





Edição de Abril/2014

bt_2

Calendário

Abril 2014 Maio 2014
Se Te Qu Qu Se Do
1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter

Administração