Domingo, 23 de Novembro de 2014
 
   
Texto
     +++     «Encaramos a morte todos os dias»      +++     Líbano: Cristãos lutam para sobreviver      +++     «Gosto de ser diferente»      +++     Papa discursou na FAO      +++     Encontro sobre cultura atual na família      +++     748 milhões sem acesso a água potável      +++     O Natal das Clarissas      +++     O direito a crescer numa família      +++     Patriarca reforça confiança no CNE      +++     Nigéria: Igreja critica governo      +++    

Fátima: férias a pensar na deficiência

Terça-Feira, 31 Julho 2012
O Santuário de Fátima começa esta quarta-feira a oferecer férias a pais de filhos com deficiência ao financiar integralmente o acolhimento de 83 crianças, jovens e adultos nessa situação. O projeto, que decorre pelo oitavo ano consecutivo e que nesta edição se prolonga por quatro semanas, mais uma do que até agora, pretende proporcionar aos pais sete dias «em que quebram a rotina» e «podem descansar», explica a responsável pela Sala de Imprensa do Santuário em texto publicado hoje no Semanário Agência ECCLESIA.

As principais atividades realizam-se no Centro de Espiritualidade Francisco e Jacinta Marto, propriedade dos Silenciosos Operários da Cruz na freguesia de Fátima, que também se associam à iniciativa, adianta Leopoldina Simões.

De 1 a 7 de agosto o Santuário coordena o acolhimento a crianças e jovens dos 7 aos 20 anos, enquanto que entre o dia 9 do mesmo mês e 2 de setembro vão ser recebidas pessoas com mais de 21 anos, repartidas por períodos iguais. O programa, aberto aos pais que prefiram ficar com os filhos durante a estadia, inclui atividades relacionadas com a fé, convívio, jogos, visitas guiadas, passeios por Fátima e localidades vizinhas, além de idas à praia fluvial de Castanheira de Pera.

A iniciativa conta com a colaboração de 63 voluntários, de várias idades e áreas profissionais, coordenados pelo Movimento da Mensagem de Fátima. «O acolhimento humano, pastoral e espiritual aos peregrinos é a principal razão de ser do Santuário», o que no entanto não impede a instituição de desenvolver «projetos de apoio social e caritativo às famílias», frisa Leopoldina Simões.

O reitor do Santuário de Fátima sublinha que este acolhimento é sinal de «compaixão» pelas pessoas, ao «aliviar o seu sofrimento, libertá-las daquilo que as oprime» e «dar-lhes a alegria de viver». «Não podemos ficar no nosso canto, comodamente instalados, com a consciência em paz, indiferentes ao sofrimento dos outros. Ser cristão é ser capaz de sentir como seus os sofrimentos do irmão», considera o padre Carlos Cabecinhas.

Publicado em Actualidade

Capa





Edição de Novembro/2014

bt_2

Calendário

Novembro 2014 Dezembro 2014
Se Te Qu Qu Se Do
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter

Administração